quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Avô

Hoje, numa cama de um hospital de subúrbio, fechou os olhos.

5 comentários:

Sans faire de bruit disse...

Os avós marcam-nos tanto. Lamento e espero que nenhum bom momento seja esquecido.

alma disse...

Triste para os que ficam.

Maria D Roque disse...

As memórias felizes vencem a tristeza que passará, devagar

Tolan disse...

Abraço

Anónimo disse...

os meus pesa-mos.