segunda-feira, 24 de abril de 2017

Não quero ferir susceptibilidades, nem ser desagradável (estou muito cansado) mas este conjunto de frases teve a capacidade de suscitar algumas dúvidas sobre o mundo em que vivemos


Mas se não fosse duro, como diz o Professor Rui Vitória, era para os outros. Por isso mesmo, a edição crítico-genética, os elogios da senhora professora doutora e benfiquista Maria Alzira Seixo, a celebração póstuma, a erecção perene, a ilusória intemporalidade, com sua posteridade condicional, a inscrição no programa de controlo das línguas juvenis através das senhoras coercivas professoras ideológicas de Estado, as estátuas à mercê dos pombos e das adolescentes armadas com as suas máquinas fotográficas, as obras completas condenadas às caves das bibliotecas, as citações por respeitáveis parlamentares corruptos e sábios de toga e pixa mole, tudo isso a que se chama a literatura, meus caríssimos leitores, não é para quem quer, é para quem pode.


Evolução artística da humanidade: algumas impressões lógico-técnicas sobre pessoas espectaculares, embora umas mais do que outras




Resultado de imagem para Bruno Vieira do Amaral

Agora, atenção!

Imagem relacionada

Calma.

Resultado de imagem para Victor lindelof fashion


Resultado de imagem para Victor Lindelof style