segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Senhoras e senhores, a presidente do Júri do Prémio Femina (onde permanecem destacados os extremamente inovadores e inquietantes Gonçalo e Romão) afinal é uma velha carcaça aristocrata socialista conservadora bretã, revestida a pó de talco e equilibrada num andarilho, filha de um intelectual de esquerda, e mais tarde desiludida do comunismo, a senhora professora capitã comendadora presidente doutora Mona Ozouf - de quem li uma boa parte da intragável obra - isto é, o mundo voltou a entrar nos seus eixos, o mérito recuperou as suas invioláveis asas, o Benfica está isolado no primeiro lugar

Portrait de Mona Ozouf

Sem comentários: