quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Reconhecemos que o Filho concebido pela Virgem é para nós, nas profundezas do inferno, sinal de perdão e de liberdade, e nas alturas dos céus sinal de esperança, de exultação e de glória para nós.

Rui Vitória

«O próprio Senhor vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá»
Sermão 3 para a Anunciação, 2-4, Beato Guerric de Igny (c. 1080-1157) abade cisterciense
(a partir da trad. Sr Isabelle de la Source, Lire la Bible, t. 6, p. 38).

1 comentário:

Anónimo disse...

Está tudo muito bem, exegése, hermenêutica e essas merdas, mas eu não percebo o que é que faz aqui a foto de um pica da CP com a braçadeira de 'Revisor' quase a cair do antebraço.