terça-feira, 14 de janeiro de 2014

O mercado e a mercantilização da pessoa humana, essa besta das sociedades modernas.

Calma, calma, muita calma. Encontrando-me eu a meio de um processo criativo que não posso abandonar por imperativos financeiros, fui confrontado, contra minha vontade, com a seguinte informação visual:

ECON_CampIcone01_FB

Ainda não refeito do susto, quase a desmaiar diante da emoção, em face do aglomerado de génios, procurei aprofundar a informação:

Embora a EC.ON seja, sobretudo uma escola online, em regime de e-learning, uma das apostas para 2014 é este conjunto de cursos presenciais, os Cursos Ícone. Com os Cursos Ícone procuramos oferecer um itinerário de qualidade indiscutível que será protagonizado por alguns dos nomes maiores da literatura em língua portuguesa. Mário de Carvalho, José Luís Peixoto, João Tordo, Luís Carmelo, Richard Zimler, Possidónio CachapaDulce Maria Cardoso, Patrícia Reis, Filipa MeloMargarida Fonseca Santos. Cada autor fará duas sessões presenciais. A primeira – intitulada “A Oficina de Escrita” – procura fazer uma breve masterclass em torno dos processos criativos e metodologias de criação literária de cada escritor. A segunda – intitulada “Leituras e Criação Literária” – procura explicitar o universo de referências literárias de cada escritor e das suas leituras.

Nem pensei duas vezes, e é com grande orgulho que comunico aos leitores do Elogio da Derrota que muito em breve daremos início a uma experiência jornalística rara, edificante e fundamental para a continuação de um mínimo de saúde mental entre as pessoas de bem, e passo a explicar. Pois é, caros amigos, inscrevi-me nisto, é verdade, tenho o prazer de anunciar que é a mais pura das verdades, e prometo fazer uma reportagem, se possível com fotografias clandestinas, aqui no nosso espaço de conspiração. Será uma oportunidade ímpar para penetrar nos labirintos esfusiantes da particularidade do escritor raro, acedendo aos processos criativos e metodologias de criação literária de cada escritor, e isto por apenas 280 euros, uma oferta quase obscena, pois desde as promoções de Indulgências, decretadas pelo Papa, em 1515, já não se vende assim tão barato, e por atacado, o acesso ao mundo dos deuses. Se entretanto for apanhado, e se aparecer nos noticiários (jovem agredido por escritor decide ripostar e transforma um curso de escrita criativa num evento criativo de pugilato, acabando por ser detido e presente ao Juiz) peço desde já que me vão visitar à prisão: tive fome e deste-me de comer, estive preso e foste visitar-me, são as palavras do nosso excelso redentor, e também as minhas. Ofereceremos em primeiro mão, pois não somos avaros, relatos destes magníficos segredos, crónicas destas tardes inesquecíveis, entre Patrícia Reis, Filipa Melo e as restantes maravilhas da evolução, vencedores da seleção natural representados no painel. Facultaremos ao nosso leitor fotografias vivas deste itinerário de qualidade indiscutível, desta visita transformadora à estratosfera da criação da mente, deste passeio pelos bosques misteriosas da inteligência literária, na sua forma mais potente e enternecedora, guiados pelos nomes maiores da literatura em língua portuguesa. Meu deus, meu deus, só hoje percebi como temos sido repugnantes e maldosos, neste blogue, facultando os nossos segredos de oficina e as nossas leituras em troca de um mero desconto de tempo, quando a mais pura das éticas de trabalho e de respeito pela arte impunham que vendêssemos tais tesouros, por atacado, aos aprendizes de escritores maiores da literatura em língua indonésia. Agora vou trabalhar, adeus.

5 comentários:

Projecto Novelário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EC.ON disse...

Cá o aguardamos!

silvia disse...

Eheheheh
Se não os podes vencer ;))) junta-te a eles ;)))
Antevejo medo no olhar de os ... ;))

condenado disse...

Também me ia inscrever, mas foda-se, aos sábados não posso, é o único dia da semana no qual laboro. Fica para a próxima. good luck, alf.

F. disse...

Holly mother of...

A única vez que experimentei uma coisa deste género era de graça portanto nada se perdeu, só o meu espírito crítico é que se transformou.

Por favor detalhar a experiência e pedir depois ao binary solo para tornar tudo em GIF's. E se a coragem for muita, pode-se sempre dar o pretexto que esse material é para uma rede qualquer social onde se pretende inspirar (convém dizer isto de ar convicto) os "jovens".